Leilão ou financiamento? Descubra a melhor opção para comprar um imóvel

0
Leilão ou financiamento? Descubra a melhor opção para comprar um imóvel

Conheça as principais diferenças entre leilão e financiamento e escolha a melhor alternativa para você

Realizar o sonho da casa própria é um passo importante na vida de muitas pessoas. Por isso, analisar e avaliar todas as opções do mercado é fundamental para fazer a escolha certa. Neste post, vamos comparar duas opções para compra de um imóvel: o financiamento e o leilão.

Como funciona o financiamento de imóvel?

Basicamente, o financiamento de um imóvel, tanto usado quanto novo, funciona assim: o comprador escolhe um imóvel e faz a compra, que será financiada por algum banco, que pode ser escolhido a partir dos critérios que o comprador considerar adequados. Assim, o banco paga o valor do imóvel para o vendedor e o comprador passa a dever ao banco.

O financiamento é muito utilizado nos casos em que o comprador deseja sair do aluguel e se mudar rapidamente, uma vez que, assim que o financiamento for aprovado, o comprador já pode ocupar o imóvel. Normalmente, no financiamento, o valor das parcelas são menores, mas o comprador paga por mais tempo. No caso de imóveis, o valor do bem pode ser parcelado em até trinta anos.

Como funciona um leilão de imóvel?

No leilão de imóvel, o comprador procura nos sites das gestoras de leilões o imóvel que mais interessa. Uma vez encontrado esse imóvel, o comprador deve ler o edital, fazer o cadastro no site da gestora e se habilitar para o leilão de interesse. No horário e dia marcados para o leilão, o comprador pode dar seus lances. Alguns leilões são apenas presenciais, outros online e ainda tem aqueles que são presenciais e online. No leilão, quem der o maior lance arremata o bem, que deve ser pago em até vinte e quatro horas após a data de realização do leilão.

Quais as vantagens de comprar um imóvel em leilão?

PREÇOS: num leilão judicial há a possibilidade do imóvel não ser arrematado em primeira praça e seguir para um segundo leilão, com valores ainda mais vantajosos que podem receber deságios de até 50% em relação ao valor de avaliação.

TRANSPARÊNCIA: toda transação de venda de um imóvel por leilão nasce no edital de convocação, um documento público que apresenta as principais informações para o futuro comprador. Esse é o primeiro passo da transparência que o cliente encontra. No mercado imobiliário convencional, nenhuma disposição de venda nasce através de um documento dessa natureza. Em seguida, o comprador conta com a certeza do compromisso da empresa leiloeira em oferecer o máximo de informações sobre o imóvel leiloado.

QUITAÇÃO DE DÉBITOS: especialmente nos leilões judiciais existe a garantia da quitação de alguns débitos anteriores que são pagos com o resultado positivo do leilão. O comprador não tem preocupações com impostos atrasados, por exemplo, seu único foco financeiro são possíveis débitos de condomínio e as regularizações de matrícula e registro do imóvel.

CONDIÇÃO JURÍDICA: no caso dos leilões, o processo de busca jurídica sobre os imóveis é mais simples que na transação convencional. O comprador de um imóvel em leilão pode recorrer à equipe de especialistas do gestor do leilão para receber as informações essenciais sobre o processo do pós-venda, desde as orientações do procedimento de cobrança e documentação, comissionamento da empresa leiloeira, até informações sobre como desocupar o imóvel.

No nosso ebook, explicamos tudo sobre leilão de imóveis, e mostramos todas as vantagens que essa modalidade de compra oferece. A Lut Leilões foi pioneira na habilitação de leilões judiciais no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), e, hoje, gere leilões de diversos produtos e bens. Além disso, seus canais de atendimento e divulgação estão constantemente abertos para que você tenha o máximo de informações sobre os bens em leilão.